A toxina botulínica provoca ou não perda da expressão facial?

A face é o espelho da alma. Quando estamos bravos, estressados ou insatisfeitos, as pessoas percebem isto através da contração das sobrancelhas, mesmo que não digamos nada. Da mesma forma, quando somos surpreendidos, suspendemos os supercílios e formamos várias rugas frontais. A transmissão das emoções é muito importante e isto é um motivo pelo qual algumas pessoas temem aplicar toxina botulínica: não conseguir transmiti-las de forma adequada.

Mas um estudo realizado pela Dra. Ursula Hess em Berlim e publicado no Journal of Experimental Social Psychology mostrou o contrário: Pessoas com rugas podem ter mais dificuldade em transmitir suas emoções do que indivíduos com rosto mais liso. Rugas fixas podem fazer com que a pessoa pareça brava, triste, cansada ou hostil mesmo que não esteja, apenas pela presença de determinada ruga em determinada região, deixando a expressão e a percepção das emoções confusas. O estudo concluiu que, em um rosto mais liso e neutro, quando as linhas de expressão aparecem, são realmente provocadas pela emoção, tornando a transmissão mais clara. 

Isso é um bom motivo utilizar a toxina botulínica como aliada da expressão facial. É possível realizar a aplicação em pontos estratégicos apenas para prevenir formação de linhas fixas, sem perder o movimento do rosto. A face com expressão ?congelada? pode ficar assim a pedido do paciente, mas é uma exceção. Um botox bem aplicado é difícil de ser percebido.

Assuntos relacionados: toxina botulínica



Artigos relacionados


Perguntas

Paula Campos
Toxina Botulínica
"É verdade que o botox faz a pele do rosto ficar mais flácida após usar por muitos anos se eu parar de usar? Acho lindo mas tenho muito medo."