Opções para tratamento de olheiras

Elas são um tormento para muitos, não só por questões estéticas mas também por influenciar no relacionamento interpessoal: pessoas com olheiras têm uma aparência mais cansada ou depressiva, mesmo que não estejam. Podem aparecer em qualquer idade, acontecer por motivos variados e se apresentar de três formas básicas: escuras, fundas ou inchadas.

Olheiras escuras acontecem por acúmulo de pigmentação na pele, geralmente relacionadas a fatores genéticos; ou por má circulação sanguínea do local, por exemplo, após noites mal dormidas. Estes casos são tratados nos consultórios dos dermatologistas que normalmente indicam tratamentos como cremes clareadores, luz intensa pulsada, laser, peeling, caboxiterapia... Para quem adora uma dica caseira, a compressa fria com chá de camomila ou aplicação de uma rodela de pepino gelado pode ajudar.

Olheiras fundas podem ser naturais (a pessoa nasce assim), como também podem ser causadas por grandes emagrecimentos, envelhecimento ou por cirurgia de blefaroplastia na qual quantidade excessiva de bolsas de gordura foi retirada. A opção mais indicada para tratar é o preenchimento, normalmente com ácido hialurônico ou gordura do próprio paciente. A utilização da gordura tem a vantagem de ser definitiva e a desvantagem de ser um procedimento cirúrgico. O ácido hialurônico pode ser aplicado em consultório porém o efeito é provisório, necessitando de futuras aplicações para manutenção do resultado. Neste caso, infelizmente não tem dica caseira.

As olheiras inchadas podem ser por excesso de choro, alergias ou causadas, mais comumente, pela projeção das bolsas de gordura das pálpebras inferiores. Nas duas primeiras causas, a dica da compressa fria ajuda muito. Nos casos em que o problema são as bolsas de gordura, é necessária uma cirurgia corretiva chamada blefaroplastia. Na cirurgia, podemos tanto retirar o excesso de gordura quanto reposicionar estas bolsas. Este reposicionamento pode ser para o sulco lacrimal com o objetivo de preenchê-lo, ou de volta para a cavidade orbitária para evitar o olho encovado. A técnica e a tática a ser utilizadas varia conforme a necessidade de cada paciente. 

Para saber qual a solução mais adequada para determinado tipo de olheira, primeiro temos que examinar e diagnosticar a causa. Procure um bom cirurgião plástico, ele vai saber indicar o que for melhor para você. 

Assuntos relacionados: blefaroplastia, outros