Perder peso a todo custo pode matar

Recentemente li uma reportagem sobre jovem diabética, que morreu após ?estratégia? drástica para perder peso. A irmã divulgou o diário da vítima que mostrava o dia-a-dia de quem sofre com transtorno alimentar. Resolvi comentar porque observei que são doenças silenciosas que, apesar de terem estado em discussão há alguns anos (porque havia uma personagem com anorexia na novela), agora ninguém se atenta mais, enquanto estão por aí matando! A jovem sofria de diabulimia, um transtorno alimentar caracterizado pela associação entre o diabetes tipo 1 e a bulimia. Algumas pessoas diabéticas do tipo 1 podem alterar propositadamente as doses de insulina e limitar a ingestão de carboidratos com o objetivo de perder peso a qualquer custo, sem autorização do médico. Inclui-se ainda episódios de comer demasiadamente e depois compensar com métodos impróprios, como vômitos induzidos, uso de laxantes, diuréticos, etc, caracterizando a bulimia.

Alguns estudos apontam que os diabéticos tipo 1 têm duas vezes mais tendências de cair em um transtorno alimentar. A pesquisa sugere que 40% das mulheres diabéticas entre 15 a 30 anos de idade, irão omitir ou manipular por conta própria a insulina para perder peso. 40% é uma taxa assustadoramente alta! Este transtorno está mais propenso aos jovens e pode evoluir de forma silenciosa, se estender por muitos anos, o que dificulta o seu diagnóstico e tratamento.

A reportagem conta que, em meados de 2001, aos 14 anos de idade, Lisa Day foi diagnosticada com diabetes tipo 1. Ela começou a alterar a insulina para perder peso e, com o passar do tempo, acabou desenvolvendo a diabulimia. Ela faleceu em setembro do ano passado, mas a sua história só veio a público agora com a divulgação do diário onde ela registrou toda a rotina do seu transtorno. Os efeitos da diabulimia podem ser avassaladores: problemas renais, cegueira, perda de cabelo e, como no caso de Lisa, até morte precoce.

O que assusta é que estima-se que pelo menos um terço das mulheres jovens com diabetes tipo 1 sofra de distúrbios alimentares ou não se sinta bem com o seu próprio peso. Temos que ficar atentos!

Para ler a reportagem original da BBC com trechos do diário, clique aqui

Assuntos relacionados: segurança



Artigos relacionados


Perguntas

Ilane oliveira
Outros, Segurança
"Dra gostaria de saber quais os procedimentos do pós cirurgia , como deve ser tudo, quanto é e quando posso pegar peso? "