Recall das próteses Allergan por associação a câncer: saiba o que fazer

Dia 24 de junho de 2019, a agência sanitária americana (FDA) emitiu um alerta de segurança à Allergan sobre suposta associação dos implantes de silicone do tipo Biocell de macrotextura com um tipo de linfoma chamado BIA-ALCL.

Dia 25 de julho de 2019 anunciou o recolhimento mundial voluntário dos implantes, causando grande preocupação por parte da população. E é por isso que venho lhes informar.

O recall foi em relação aos implantes que ainda não foram colocados. Tanto o FDA, a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) e a Sociedade Brasileira de Mastologia (SBM) não recomendam remoção ou substituição dos implantes em pacientes assintomáticos pois a incidência de BIA-ALCL linfoma é raríssima e com uma chance de cura de 95%, ou seja, o risco é extremamente baixo. Vide nota oficial dos órgãos competentes nos links:


A Allergan ainda disponibilizou canais de comunicação para mais esclarecimentos: 0800 047 4340 ou medinfo.brazil@allergan.com.

Em caso de eventos adversos relacionados aos implantes mamários, favor entrar em contato com: 0800 14 4077 ou tecnovigilancia@allergan.com

Vale lembrar que o FDA ou a ANVISA não proibiram a comercialização dos implantes. O próprio fabricante tomou a iniciativa de recolhê-los. 

O ALCL é um tipo de câncer relacionado a qualquer tipo de prótese. Pode acontecer com prótese de qualquer modelo, marca e tipo, como, por exemplo, próteses de joelho, quadril e de glúteo. Portanto, faça seus exames de rotina e, caso tenha qualquer sintoma no local, procure o seu médico, mesmo que o seu implante não seja do recall.


Assuntos relacionados: mamoplastia redutora, prótese de mama, segurança



Artigos relacionados


Perguntas

Jessica Soares
Prótese de mama
"Olá! Gostaria de saber se corro o risco de ter o efeito dupla bolha em uma protese de poliuretano subglandular? Agradeço desde já."

Andrea
Preços, Prótese de mama
"Olá Renata, gostaria de saber quanto fica pra colocar silicone nos seios de 300 ml em cada. Eu sei que depende de uma avaliação do paciente, mas pelo menos um valor aproximado."